http://laboratorios.cetesb.sp.gov.br

Florações de microalgas marinhas

Algas
Algas são organismos vegetais unicelulares ou multicelulares, constituindo a base da cadeia alimentar, transformando a energia solar em matéria orgânica. Variam muito no tamanho desde microscópicas até dezenas de metros.


Florações: causas e conseqüências

Floração: é um crescimento excessivo de algas podendo-se observar alterações na coloração da água: manchas de cor vermelha, marrom ou azul-esverdeada.

O que causa a ocorrência de florações?
O excesso de nutrientes e/ou períodos de calmaria após chuvas ou ventos fortes.

Quais as suas conseqüências?
Algumas espécies de algas microscópicas produzem toxinas que causam riscos à saúde humana e ambiental, como: danos ao sistema neurológico ou ao fígado, gastroenterites, doenças respiratórias, alergias, irritação da pele e olhos. Podem ainda causar mortandades de peixes e outros organismos.

Florações no Estado de São Paulo
No ambiente marinho a maioria das florações tóxicas é de dinoflagelados ou diatomáceas mas também podem ocorrer florações de Cianobactéria.

No Estado de São Paulo foram registradas recentemente ocorrências de florações da Cianobactéria, que se estendeu por todo o litoral paulista, das diatomáceas Hemiaulus sp, também por todo o litoral paulista e Anaulus sp., na região de Santos.


Recomendações
Recomenda-se evitar nadar ou praticar outros esportes náuticos em locais com manchas de coloração suspeita. Também é recomendável evitar o consumo de frutos do mar desses locais.

A CETESB atende casos de florações de algas, identificando os organismos e realizando testes de toxicidade quando necessário.
O registro de ocorrência de floração de algas  pode ser feito na Agência Ambiental da CETESB mais próxima da ocorrência ou pelos telefones 24h  (11) 3133-4000 ou 0800 11 3560. Maiores informações podem ser obtidas pelo e-mail: elhc@cetesbnet.sp.gov.br